Construindo uma Aplicação Básica com fpWeb


As vezes, tudo que precisamos é uma aplicação “Alô Mundo”.

Unsplash image Photo by rawpixel on Unsplash

Introdução

Neste artigo você verá como preparar seu ambiente Lazarus para o desenvolvimento Web com fpWeb.

Eu estou utilizando a versão mais atual e revisada do Lazarus 1.8.5, fixes_1_8, revisão 58049.

Para o compilador, também estou utilizando a versão mais atual e revisada do FPC 3.0.5, fixes_3_0, revisão 38970.

O artigo presume que você já tem o FPC e Lazarus instalados e funcionando no seu computador.

Instalando fpWeb

A primeira instalação a ser realizada será a do pacote lazwebextra. Esse pacote adiciona opções para a criação de novos projetos do tipo Web como CGI Application, FastCGI Application e outros.

Esse pacote não é obrigatório, mas facilita a criação de novos projetos. No entanto, se você não quiser instalá-lo, ainda poderá criar uma aplicação console simples e ir alterando manualmente o código conforme for lendo o artigo.

Para prosseguir com a instalação, abra o menu Package>Install/Uninstall Packages e localize o pacote lazwebextra no box “Available for installation”.

Na figura abaixo, o pacote é mostrado no box esquerdo, pois já foi instalado no meu computador.

Install/Uninstall Packages

Clique em “Save e Rebuild IDE”.

Se tudo deu certo, você poderá seguir para o próximo passo, ou seja, o início da construção de um sistema Web simples.

Desenvolvimento

Após a instalação do pacote de integração com a IDE, você estará habilitado a construir aplicativos Web utilizando o fpWeb framework.

Abra o menu File>New e escolha a opção “FastCGI Application”.

Apesar de escolhermos essa opção, não iremos criar uma aplicação FastCGI que precisará ser executada em algum servidor Web como Apache ou Microsoft IIS. Ao invés disso, iremos criar um executável Standalone que irá responder as requisições do browser sem a necessidade de existir um servidor.

Após clicar nessa opção, um novo projeto será criado.

Infelizmente, nessa versão do Lazarus eles ainda mantém a versão antiga do fpWeb como padrão, ou seja, aquela baseada no modelo Web Broker. No entanto, queremos utilizar a nova versão e para isso precisaremos fazer algumas modificações manuais.

Feche a Unit1 sem salvar e remova-a do projeto (lpr). Salve o projeto, escolhendo um nome — eu digitei hello.lpr.

program hello;

{$mode objfpc}{$H+}

uses
 fpFCGI;

begin
  Application.Title := 'Hello World';
  { Uncomment the port setting here if you want to run the
    FastCGI application stand-alone (e.g. for NGINX) }
  // Application.Port:=2015; // For example
  Application.Initialize;
  Application.Run;
end.

Por enquanto esse é todo o projeto. Ele ainda não faz nada de útil. É necessário criar alguma rota que execute alguma ação.

Como iremos criar uma aplicação Standalone, precisaremos substituir a seção uses com outras unidades e também definir a porta de acesso que estará em execução quando acessarmos localhost:

program hello;

{$mode objfpc}{$H+}

uses
  SysUtils, httpdefs, httproute, fphttpapp;

begin
  Application.Title := 'Hello World';
  Application.Port := 8080;
  Application.Initialize;
  Application.Run;
end.

As duas unidades mais importantes são httproute, que define os objetos relacionados às rotas e fphttpapp, que substitui o tipo de projeto de FastCGI para Standalone.

Feito isso é necessário definir ao menos uma rota para executar alguma ação.

A maneira mais fácil é implementar uma nova classe, tendo como base a TRouteObject, padrão do fpWeb. Essa nova classe deverá sobrescrever o método HandleRequest e retornar algo como resposta.

Vamos criar uma nova classe chamada THelloRoute, implementando o método HandleRequest da forma mais simples possível. Depois, é necessário registrar essa rota em algum lugar, antes da aplicação realmente iniciar — você poderá utilizar as seções initialization de cada nova unidade que você criar, porém aqui, para manter simples, basta registrar a rota antes de Application.Run.

Abaixo pode-se ver o programa completo:

program hello;

{$mode objfpc}{$H+}

uses
  SysUtils, httpdefs, httproute, fphttpapp;

type
  THelloRoute = class(TRouteObject)
  public
    procedure HandleRequest(
      ARequest: TRequest; AResponse: TResponse); override;
  end;

{ THelloRoute }

procedure THelloRoute.HandleRequest(
  ARequest: TRequest; AResponse: TResponse);
begin
  AResponse.Content := 'Hello!';
  AResponse.SendResponse;
end;

begin
  HTTPRouter.RegisterRoute('/hello', rmAll, THelloRoute);
  Application.Title := 'Hello World';
  Application.Port := 8080;
  Application.Initialize;
  Application.Run;
end.

Agora execute a aplicação diretamente pela IDE.

Depois, abra algum browser se sua preferência e digite: http://localhost:8080/hello

Se tudo deu certo, você estará vendo “Hello!” como resposta.

Conclusão

Esse artigo mostrou como criar uma aplicação Web simples que pode ser executada e testada sem a necessidade de um servidor Web.

Tenha em mente que “todo esse trabalho” só será feito uma vez. Após criar um projeto de “template”, bastará copiar/colar e renomear o projeto. Todo o restante do trabalho será criando novas unidades e rotas relacionadas às suas regras de negócio.

Até a data de publicação desse artigo não havia documentação sobre esse novo estilo de desenvolvimento utilizando o fpWeb framework. Então, talvez esse seja um dos primeiros artigos a explicar essa nova tecnologia.

Espero que você tenha ficado motivado a pesquisar mais a respeito sobre desenvolvimento Web com Free Pascal e Lazarus.

Até logo.

Posts Relacionados

  • Como Transformar uma Instância de Classe em Instância de Interface

  • Interfaces e Casting

  • Como Trabalhar com Libraries sem Pacotes

  • Quem é o Responsável por Liberar os Objetos?

  • Free Pascal Macros

  • fpWeb: Verificando Vazamentos de Memória

  • Desenvolvimento Web com fpWeb Framework

  • Encapsulamento

  • Classes Amigas

  • A Declaração WITH-DO Perfeita