Interfaces e o Método estático New


No post anterior eu mostrei um código Orientado a Objetos onde os Objetos eram instanciados utilizando um Método estático chamado New.

Este método New não é padrão da linguagem Object Pascal. Ele também não é um constructor. Ele é um Método de classe que retorna a mesma Interface que a classe implementa.

A utilização do Método New é um padrão que defini para todos os meus projetos.

Pensando

Object Pascal e seu “Garbage Collector

Ok. Object Pascal não tem garbage collector como no Java ou C# — e isso é ótimo quando precisamos de performance — porém temos algo parecido quando utilizamos Interfaces.

Toda variável que tem uma Interface como seu tipo, por padrão, será desalocada da memória assim que sair do escopo de execução. Vamos chamar essas variáveis de variável-interface.

No momento que o compilador sabe que a variável-interface não será mais utilizada, ele desaloca a memória chamando o destructor da instância.

Isso é ótimo para a programação Orientada a Objetos.

Significa que, se eu fizer isso corretamente, poderei criar Objetos dentro de Objetos, encadear chamadas de Objetos, criar novas instâncias inline para utilizar em argumentos e muito mais… assim como fazem no Java ou C#.

O problema

Existe um grande problema em utilizar Interfaces:

A falta da variável-interface.

Se não implementar da forma correta, você terá algumas violações de acesso (Access Violation) e/ou vazamentos de memória (memleaks).

Para que o garbage colletor funcione corretamente você precisa ter uma variável-interface para receber a instância, sempre.

Considere o código abaixo:

function TFoo.Execute(const Name: string): string;
begin
  Result := TAction.Create(TTask.Create(Name)).Execute.ToString;
end;
  1. TTask é uma classe que recebe uma string no construtor;
  2. TTask implementa ITask, uma Interface;
  3. TAction é uma classe que recebe uma interface ITask no construtor;
  4. TAction implementa IAction, uma Interface;
  5. TAction tem um método Execute que retorna uma interface IResult;
  6. IResult tem um método ToString que retorna o resultado no formato string;

Quantos vazamentos de memória teremos: 0, 1 ou 2?

A resposta é 1.

Por quê?

O compilador fará o seguinte (mais ou menos, em termos leigos):

  1. Executar TTask.Create(Name), criando a instância;
  2. A instância criada irá ser passada no argumento, que é do tipo ITask, do construtor de TAction;
  3. TAction irá criar uma instância de IResult quando chamar Execute;
  4. Utilizando a instância de IResult, o método ToString é chamado e uma string é retornada;

Onde está o erro?

Na chamada TAction.Create porque a instância não é referenciada por nenhuma variável-interface!

O compilador não tem uma referência, então ele não sabe se deve desalocar a memória.

Na chamada TTask.Create(Name) não há problema. O argumento de TAction recebe uma ITask, então o compilador sabe que deverá desalocar essa instância logo que não precisar mais dela.

Então vamos acertar o código:

function TFoo.Execute(const Name: string): string;
var
  A: IAction;
begin
  A := TAction.Create(TTask.Create(Name));
  Result := A.Execute.ToString;
end;

Agora não haverá memleaks porque agora o compilador tem a referência A para TAction. No fim do método TFoo.Execute a instância em A será liberada automaticamente.

Se não me falha a memória isso foi implementado no Delphi a partir da versão 3 (me corrijam se eu estiver errado).

Tem muito material sobre isso na Internet se quiserem mais detalhes, mas acredito que você já sabia disso ou ao menos já leu sobre isso alguma vez.

O método New

Se você prestou atenção nos códigos acima, vai reparar que está na mão do programador saber quando utilizar uma variável-interface para “dizer” ao compilador que a instância deverá ser liberada automaticamente…

E é claro que você vai esquecer disso quando estiver programando… várias vezes! Aconteceu comigo. Centenas de vezes.

Nem precisa ser esquecimento, basta o código mudar numa parte para começar a ter memleaks, exemplo:

Se o argumento é do tipo Interface, não há problema em criar uma instância inline, mas e se o código for alterado para receber uma classe concreta (mudou de IAction para TAction o argumento)? O código pode continuar funcionando, porém haverá memleaks porque o compilador não irá mais desalocar a instância criada no argumento por não ser mais do tipo Interface.

Ora podemos criar inline, ora não… isso é muito chato!

A Solução

Todas as novas instâncias terão uma variável-interface para receber a referência.

Eu implemento essa “mágica” de forma muito simples utilizando o método New.

type
  TAction = class(TInterfacedObject, IAction)
  public
    constructor Create(Task: ITask);
    class function New(Task: ITask): IAction;
    function Execute: IResult;
  end;
  
class function TAction.New(Task: ITask): IAction;
begin
  Result := TAction.Create(Task);
end;  

{ Implementação de Create e Execute... irrelevantes }  

{ Implementação do método New também para TTask... }

{...}  
  
function TFoo.Execute(const Name: string): string;
begin
  Result := TAction.New(TTask.New(Name)).Execute.ToString;
end;

Agora nós estamos chamando TAction.New ao invés de TAction.Create.

O método New irá retornar uma instância de IAction (interface) diferentemente do construtor Create que iria retornar uma instância de TAction (classe).

  • Sem problemas de memleaks
  • Código mais limpo, sem variáveis locais
  • Código mais limpo, sem try-finally para desalocar variáveis locais

Utilize o método New em todas as suas classes e nunca mais chame o construtor diretamente. Assim você não terá o problema da falta da variável-interface, seja por esquecimento ou por mudanças no código.

Tá gostando? Alguma dúvida? Não concorda? Posta aí nos comentários.

Posts Relacionados

  • Mais Performance usando Argumentos "const" para Interfaces

  • Herança de Formulário é para Iniciantes

  • Eliminando Métodos Privados

  • Classes Aninhadas

  • API Unit: Tudo num só lugar

  • Injeção de Dependência sem XML, Atributos/Anotações ou Frameworks

  • Nomeando Classes em Libraries

  • Versionando e Organizando seus Pacotes

  • Xavier Package

  • Inter-process Communication